Histórico

I – A fundação da Casa de Belém e os primeiros anos
A partir da Campanha da Fraternidade de 1995 proposta pela Igreja Católica no Brasil – cujo tema se referia à exclusão social com o lema: “Quem acolhe o menor a mim acolhe”-, a Pastoral do Menor da Paróquia São Benedito de Salto, sob orientação do pároco Pe. Geraldo da Cruz B. de Almeida, idealizou o Projeto do Abrigo… um lugar de acolhida, assim como a Gruta de Belém! Assim, em 10 de novembro de 1996 a idéia concretizou-se com a inauguração da “Casa de Belém”. No começo, nossa entidade funcionava então na rua Quintino Bocaiúva, n º 136 – Vila Nova/Salto – em uma pequena casa gentilmente cedida pelo casal Arnaldo Lázaro Corti e Jane Mariza M. Corti.


Foi nesse local que, em 26 de outubro de 1996, realizou-se a Assembléia de Fundação da Associação Promocional Nossa Senhora das Graças – Casa de Belém. Sua primeira diretoria era assim composta: Gisleine Assol (presidente), Ana Maria P. de Almeida (vice), Jussara Merlin (1ª. tesoureira), Eleni F. de campos Fabri (2ª. tesoureira), Maria José Groninger Rampazzo (1ª. secretária), Cleusa Maria Bigon (2ª. secretária), Rosemari Keiler Roveri (diretora social). O Conselho Fiscal contava com Antonio Tarciso Benvenuto, Rosangela Ap. Valério de A. Cintra, Renato Lopes de A. Cintra, Rosevaldo Toaliari e Maria Cristina R. Toaliari.

A partir de então, além do trabalho realizado com as crianças acolhidas, a direção da entidade se empenhou no cumprimento das formalidades necessárias para o melhor funcionamento da Casa. A primeira dessas formalidades a serem vencidas foi o Registro do Estatuto da Associação no Cartório Civil de Pessoas Jurídicas de Salto/SP, em 17 de dezembro de 1996.

No ano seguinte, a luta da direção da entidade foi junto aos poderes Executivo e Legislativo municipais, para que a Casa de Belém fosse declarada de Utilidade Pública Municipal, o que aconteceu em maio de 1997 pela Lei 1993/97.

Em pouco tempo, a casa da rua Quintino Bocaiúva tornou-se pequena para acolher o número de crianças encaminhadas pela Justiça. A necessidade de um local mais amplo e adequado levou a diretoria da Casa de Belém a buscar parceria junto ao Poder Público. Em agosto de 1997 conquistava-se, felizmente, um novo espaço para o abrigo e, pela lei municipal 2015/97, o prédio do Centro Comunitário do Jardim Santo Antonio foi cedido à entidade em regime de comodato. Em abril de 2000, a Casa de Belém obtém registro no Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente – CMDCA.

II - Novas diretorias e mais conquistas
A partir de 2001, a entidade passou a contar com nova diretoria, capitaneada por Magali M. Bressan na presidência e Paulo Marangoni na vice. Os demais integrantes: Enio Corte (1º. Tesoureiro), Inês Pazzini Corte (2ª. tesoureira), Célia Pravatta Pivetta (1ª. secretária), Lidelci Alves Siqueira (2ª. secretaria), Rosemari Keiler Roveri (diretora social) e conselho fiscal composto por Omil Pivetta, Jorge F. Araújo e Hamilton René da Silveira. Porém, em janeiro de 2002, a presidente Magali afastou-se, assumindo o seu lugar o vice Paulo Marangoni. Naquele ano, a Casa de Belém obteve o registro no Conselho Municipal de Assistência Social – CMAS e foi declarada de Utilidade Pública Federal, pela Portaria no. 1171/02.

O ano seguinte, 2003, a Casa de Belém passou por duas mudanças em sua presidência, permanecendo os demais cargos sem alterações. No mês de abril, Paulo Marangoni passa a presidência para Maria Tereza Fioravante, tendo Fábio Sartório como vice. Em dezembro de 2003, assume a presidência Rochele Almeida e, como vice, Luiz Antonio Vitorino. Nesse ano de transições, a instituição foi declarada também de Utilidade Pública Estadual, pela Lei nº11405/03.

Em 2004, a presidência da Casa de Belém passou a ser exercida por Luiza Helena de Arruda, tendo como vice Rochele Almeida. Também compunham essa diretoria: Ângela Cristina Telesi (1ª. tesoureira), Enio Corte (2º. tesoureiro), Raquel Gonçalves (1ª. secretária), Célia Pravatta Povetta (2ª. secretária), Omil Pivetta (diretor social). O conselho fiscal era formado por Lidelci Alves Siqueira, Luiz Antonio Vitorino e Rosemari Keiler Roveri.

No triênio seguinte, Luiza Helena de Arruda seguiu na presidência da instituição, sendo que os demais cargos sofreram as alterações a seguir: Antonio Carlos Gomes (vice), Akie Sakanoue Hatori (1ª. tesoureira), Sérgio Hadad (2º. tesoureiro), Pérsia Regina Barbi (1ª. secretária), Rochele Almeida (2ª. secretária), Omil Pivetta (diretor social titular), Maria Silvia Oliveira (diretora social). Conselho fiscal: Cristina B. Silva Camiato, Regina Azevedo Mendes de Oliveira, Maria Canhoella Rigolin e Sandra Marta Marconi de Castro. Em 2008, a Casa de Belém conquistou o Registro na Secretaria Estadual de Assistência e Desenvolvimento Social – DRADS.

No triênio 2010/2013, tendo como presidente Amilcar José Ribeiro Carvalho e como vice Rute Vale, a Casa de Belém obteve duas importantes conquistas: o Certificado de Regularidade Cadastral de Entidades – CRCE-2248 e o Certificado de Entidade Beneficente de Assistência Social – CEBAS. Integraram a mesma diretoria: Márcia Ap. Cardoso (1ª. tesoureira), Bruna Michele Costa (2ª. tesoureira), Regina Azevedo Mendes de Oliveira (1ª. secretária). Carla Fernanda Lopes (2ª. Secretária), Sonia Catandi (diretora social), e no conselho fiscal: Aparecido Expedito Prodoxio, Tereza Lazara Alves maia e Vera Lúcia da Luz.

No dia 25 de fevereiro de 2013, a assembléia de voluntários da Associação Promocional Nossa Senhora das Graças reuniu-se para eleição de nova diretoria para o triênio 2013 a 2016 . Por unanimidade de votos, a assembléia reelegeu Amílcar José Ribeiro Carvalho como presidente da Casa de Belém e, como vice-presidente, Maria Alice Maestrello. Os demais membros da nova diretoria são: Márcia Aparecida Cardoso (tesoureira),Léa Maria Cecilia Junqueira Oliva (2ª. tesoureira), Carla Fernanda Lopes (secretária), Mirna Maria Scalet Bicalho (2ª. secretária), Sonia Catandi (diretora social), Tereza Lázara Alves Maia (conselho fiscal), Vera Lucia da Luz (conselho fiscal) e Joaquim Fernandes Pinto (conselho fiscal).

Na oportunidade, Dr. Amílcar agradeceu a colaboração de todos os membros que integraram a diretoria anterior, bem como saudou os novos membros que o acompanharão à frente da instituição pelos próximos três anos. “Vencemos muitos desafios, mas certamente teremos muitos outros pela frente”, comentou, referindo-se ao trabalho incessante realizado pela Casa de Belém no acolhimento de crianças em situação de risco e/ou violência.

Nossos Diretores
De acordo com as disposições estatutárias, a atual diretoria, eleita para o triênio 2013 a 2016 está assim constituída:

Presidente: Dr. Amílcar José Ribeiro Carvalho
Vice- Presidente: Maria Alice Maestrello
Tesoureira: Márcia Aparecida. Cardoso
2 º Tesoureira: Léa Maria Cecília Junqueira Oliva
1 ª Secretária: Carla Fernanda Lopes
2 ª Secretária: Mirna Maria Scalet Bicalho
Diretora Social: Sonia Catandi

Conselho Fiscal:
Tereza Lazara Alves Maia
Vera Lucia da Luz
Joaquim Fernandes Pinto

Suplentes do Conselho Fiscal:
Omil Pivetta
Carlos Alberto Catandi
Roberto Rossi

EQUIPE TÉCNICA:

Célia de Fátima Pravatta Pivetta
Psicóloga – CRP 06/15984

Rita de Cássia Paes Maroni
Assistente Social – CRESS 40252

Edna M. dos Santos
Assistente Social – CRESS 32991
Diretora Administrativa

 

Os comentários estão encerrados.